Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Vídeos

Confira nossa galeria de vídeos:

Arquivo Aspramece: Estatuto da PMCE

A Aspramece está celebrando os 12 anos desde que o ESTATUTO DOS MILITARES ESTADUAIS DO CEARÁ (Lei 13.729) entrou em vigor. Muitas mudanças positivas ocorreram depois da edição do documento e nós, da Aspramece, não poderíamos deixar de relembrar este grande momento dentro do segmento de profissionais militares estaduais. Esta é a nossa homenagem a todos os envolvidos!

Termo de compromisso assinado entre o governo e associações

O presidente da Aspramece, P. Queiroz, construiu a pré-minuta do acordo entre governo e policiais do RN e ainda mediou junto ao MP a nao implicação dos policiais em processos por conta de participação no movimento Segurança Com Segurança.

Aspramece a caminho do RN para dar apoio aos policiais sem salários

Após leitura dos 25 termos do acordo enviado pelo governo, com análise e mediação do presidente da Aspramece, P. Queiroz, termina o movimento Segurança Com Segurança dos policiais do RN, que já durava há 23 dias.

P.Queiroz apoia a decisão de tomada pelos agentes da Segurança Pública do RN

Neste dia de hoje (04jan2018) fazem 6 anos que decidimos por encerrar o movimento paredista dos militares estaduais do Ceará, que teve início no dia 29dez2011 e findou na madrugada do dia 04jan2012.

Sabemos muito bem o que é uma conjuntura política de governo, que não tem respeito algum, nem dá proteção à dignidade da pessoa humana. Foram anos de sofrimentos e mortes até o dia “D”. Aquele abraço fraterno.
Deus os protejam a todos!!!

P.Queiroz deseja Boas Festas aos seus associados!

P.Queiroz deseja um Feliz Natal e um próspero Ano Novo aos seus associados!

Arquivo Aspramece: Sábado Vermelho

Relembre os momentos do protesto contra as condições de trabalho e salariais, realizado no dia 17 de dezembro de 2011. Recordar é viver! E, a Aspramece não esquece!

P.Queiroz fala sobre a falta de agentes penitenciários nas cadeias estaduais

O presidente da Aspramece foi entrevistado pela TV Jangadeiro, na última quarta-feira, 13, para comentar sobre o número insuficiente de agentes penitenciários para atender toda a demanda do Estado do Ceará.

Audiência Pública para debater ação do Ministério Público contra Associações Militares do Ceará.

Ocorreu nesta terça (21) na Câmara dos Deputados em Brasília, a Audiência Pública que versa sobre a ação civil pública do Ministério Público do Ceará (MPCE) com a finalidade de inviabilizar o funcionamento das associações militares estaduais. Na ocasião estiveram presentes representantes de diversas entidades de classe policial e bombeiros militar, bem como o presidente da Aspramece, P. Queiroz. Em sua fala, P. Queiroz diz que as acusações do Ministério Público são improcedentes e são estimuladas por interesses e fatos políticos, pois possuem em sua ação, documentos oriundos do executivo estadual. O presidente da Aspramece diz ainda que, o direito à livre associação dos militares está previsto na própria Constituição Federal, e que inclusive os governos estaduais reconhecem os militares e seus representantes, tendo assim assento em mesas de negociação direta com o governo, a chamadas MENP (Mesa Estadual de Negociação Permanente). O representante do MPCE sugeriu a assinatura de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) que foi duramente rebatido e criticado por P. Queiroz. Segundo ele, “um TAC só se é lavrado quando há de fato um desvio de conduta, e no caso concreto não houve” – disse P. Queiroz. Nas considerações finais P. Queiroz propôs que a Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados pudesse aprovar a realização de uma outra audiência pública desta feita em Fortaleza, para o quanto antes possível; a ideia foi bem recepcionada pela presidência na mesa. Assista o vídeo da fala do presidente da Aspramece - P. Queiroz, na íntegra.

Lançamento da Campanha Salarial 2018

Lançamento da Campanha Salarial 2018 na Assembleia Legislativa.

Dep. Subtenente Gonzaga fala sobre ação do Ministério Público do Ceará

Dep. Subtenente Gonzaga fala sobre ação do Ministério Público do Ceará.