Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Garrafa desvia tiro e impede filha de PM de ser atingida em “locais vitais”

Garrafa desvia tiro e impede filha de PM de ser atingida em “locais vitais”

P.Queiroz, presidente da Aspramece e advogado, concedeu uma entrevista à TV Verdes Mares na manhã desta quinta-feira, 7, onde comentou sobre o recente episódio de uma adolescente de 13 anos que foi baleada de "raspão" durante uma tentativa de assalto em Maracanaú, mas que, por pouco, não sofreu ferimentos mais graves, porque o projétil foi desviado quando atingiu uma garrafa térmica.  O crime ocorreu na tarde da última quarta-feira, 6, no momento em que a garota saía de casa, acompanhada do pai, um sargento da PM, e do irmão mais novo. 

Segundo o presidente da Aspramece, o policial "não poderia ter agido de outra forma", visto que o Código de Ética e de Disciplina dispõe dessas atribuições e, uma vez, o crime  flagrado, o profissional deve agir em defesa do outro.

Clique aqui para assistir a reportagem completa

O caso

Dois homens em uma motocicleta apareceram para iniciar o assalto, quando um policial, acompanhado dos filhos, percebeu o crime e tentou evitá-lo.  Um dos assaltantes, que estava na garupa da motocicleta, observou a atitude do PM e descarregou sua arma contra o veículo do militar. Houve troca de tiros. Uma dessas balas foi "parcialmente desviada" pela garrafa térmica, antes de atingir a garota, explicou a polícia.

 

Compartilhe esta notícia:

Comentários

 

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário


Preenchimento obrigatório!

Preenchimento obrigatório!E-mail inválido!

Preenchimento obrigatório!Valor inválido!

Preenchimento obrigatório!