Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

PM's e BM's do RN aceitam proposta do governo para encerrar paralisação

PM's e BM's do RN aceitam proposta do governo para encerrar paralisação

P.Queiroz, presidente da Aspramece, estará presente na assembleia marcada para a manhã desta quarta-feira, 10, para a formalização do fim do movimento paredista.

Na última terça-feira, 9, os praças policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte aceitaram a proposta do Governo do Estado para encerrar paralisação dos profissionais de Segurança Pública, iniciada no dia 19 de dezembro.

Em assembleia geral unificada com representantes de associações de classe, o governador Robinson Faria (PSD) aprovou as reinvindicações dos profissionais e prometeu não abrir processo administrativo ou qualquer outra punição contra nenhum agente pela paralisação.

Os policiais militares estavam sem sair às ruas em serviço, como forma de protesto para melhores condições de trabalho. Os profissionais trabalham com carros sucateados, sem licenciamento, e precisam pagar pelas próprias fardas.

Um novo encontro com representantes do governo e associações será realizado nesta quarta-feira, 10, para firmar um "Termo de Ajustamento de Gestão", onde tudo que for garantido pelo governo deverá ser cumprido, sob pena de reinício imediato do movimento "Segurança com Segurança".

P.Queiroz, presidente da Aspramece, viajou até o RN em apoio da luta dos profissionais de segurança pública e estará presente na assembleia.

Confira algumas das reivindicações acatadas pelo governo e que serão assinadas no termo de compromisso:

- Pagamento integral dos salários de dezembro até o dia 12;
- Implantação dos subsídios dos promovidos em 2017;
- Implantação dos níveis;
- Aumento do Vale Alimentação de R$ 10,00 para R$ 20,00, com extensão para o interior;
- 50 viaturas em condições até sexta;
- Definição de data de pagamento do 13º.

A Aspramece parabeniza o governo pela decisão e felicita os PM's e os BM's do RN pela conquista. 

 

 

 

Compartilhe esta notícia:

Comentários

 

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário


Preenchimento obrigatório!

Preenchimento obrigatório!E-mail inválido!

Preenchimento obrigatório!Valor inválido!

Preenchimento obrigatório!